7 de novembro de 2018

Frades Capuchinhos prestigiam no Rio a Exposição “São Francisco na arte de mestres Italianos”

Visitação estará aberta ao público até 27 de janeiro de 2019, de terça a domingo

IMG_5483 (Copy)Emilton Rocha / Pascom

Na tarde de terça-feira, 6, capuchinhos da Ordem dos Frades Menores, liderados por Frei Arles Dias de Jesus, reitor do Santuário Basílica de São Sebastião e Frei Edcarlos Hoffman, mestre dos Noviços, além de noviços do Noviciado Interprovincial em Teresópolis, compareceram ao Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), no centro do Rio, para prestigiar a Exposição “São Francisco na arte de mestres Italianos”, aberta ao público de 6 de novembro 2018 a 27 de janeiro de 2019. Agora, pela primeira vez, uma importante exposição dedicada ao santo poderá ser vista no Museu Nacional de Belas Artes/Ibram/MinC do Rio de Janeiro.

A Ordem dos Frades Menores Capuchinhos tem São Francisco de Assis como pai e fundador. A Família Franciscana é dividida em três ramos principais: Ordem dos Frades Menores (OFM), Ordem dos Frades Menores Conventuais (OFM Conv) e a Ordem dos Frades Menores Capuchinhos (OFM Cap).

Segundo o MNBA, poucos santos católicos possuem tanta relevância nos dias de hoje como São Francisco de Assis (1182 – 1126).  Seu carisma, vida simples e frugal, o amor à natureza, continua inspirando o imaginário coletivo, mesmo séculos após sua morte. E que também inspirou o nome do atual papa, Francisco I.

A exposição traz 20 obras da Itália e uma de Nova York para apresentar ao público brasileiro as alterações e permanências na representação do santo ao longo dos séculos. Trata-se de uma oportunidade única de ver pinturas extremamente valiosas, de autores reconhecidos em todo mundo, como Perugino, Guido Reni e Tiziano.

IMG_5587 (Copy)

Entre as obras, o público conhecerá os quadros “San Francesco riceve le stimmate” (1570), de Tiziano Vecellio, “San Francesco sorretto da un Angelo” (primeira metade do séc. XVII), de Orazio Gentileschi, “San Francesco d’Assisisi e quattro disciplinati” (1499), de Perugino, e “San Francesco confortato da un angelo musicante” (1607-1608), de Guido Reni, que também pintou a Bandeira de Procissão “Francesco riceve le stimmate (frente); San Francesco predica ai confratelli (verso)” (séc. XVII), e “San Francesco riceve le stimmate” (1633), de Guercino. A exposição traz acervos de 15 museus de 7 cidades italianas: Galleria Corsini, Palazzo Barberini, Musei Capitolini, Museo di Roma, Museo Francescano dell’Istituto Storico dei Cappuccini (Roma); Pinacoteca Civica, Sacrestia della chiesa di San Francesco, Convento Cappuccini (Ascoli Piceno); Museo Nazionale d’Abruzzo (L’Aquila), Galleria Nazionale dell’Umbria (Perugia); Istituto Campana per l’Istruzione permanente (Osimo); Museo Civico (Rieti), Pinacoteca Nazionale (Bolonha) e Duomo di Novara (Novara). A mostra conta ainda com uma importante obra de Ludovico Cardi (dito Il Cigoli), “St. Francis Contemplating a Skull”, propriedade do colecionador e ator americano Federico Castelluccio. O quadro virá de Nova York para integrar a exposição do Rio de Janeiro.

IMG_5678 (Copy)Promovida e patrocinada pela Embaixada da Itália, pelo Consulado Geral da Itália no Rio de Janeiro e pelo Instituto Italiano de Cultura do Rio de Janeiro, a exposição será uma oportunidade ímpar do público ter acesso a obras inéditas no Brasil, provenientes de museus cívicos, provinciais e regionais da Itália. “É um imenso prazer oferecer ao público brasileiro essa exposição que traz para o Brasil parte considerável do tesouro da arte e da história italiana nas obras exemplares de autores como Tiziano, Perugino, Guido Reni, Guercino. Surpreende a extraordinária modernidade de Francisco, pela sua mensagem de vida e amor pela natureza em todas as suas formas”, diz o Embaixador da Itália em Brasília, Antonio Bernardini. “É motivo de grande orgulho para nós contribuir para essa iniciativa assim notável” – comenta o Cônsul Geral da Itália no Rio de Janeiro, Paolo Miraglia del Giudice – “A exposição representa um momento importante para divulgar o imenso patrimônio artístico e cultural preservado nos museus cívicos, provinciais e regionais, da Itália”.

Serviço:

Exposição “São Francisco na arte de mestres Italianos”, no MNBA.

Período: 6 de novembro de 2018 até 27 de janeiro de 2019

Visitação: de terça a sexta, das 10h às 18h; e aos sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h.

Ingressos: R$ 8,00 inteira, R$ 4,00 meia e ingresso família (para até 4 membros de uma mesma família) a R$ 8,00. Grátis aos domingos.

Museu Nacional de Belas Artes:  Avenida Rio Branco, 199 – Cinelândia

Tel: (21) 3299-0600.

GALERIA

Para ampliar, clique duas vezes na miniatura.

clear