Ucrânia: 116 igrejas destruídas desde o início da guerra

As igrejas ortodoxas foram as mais atingidas

Interior da Igreja da Ascensão, construída em 1913 e destruída durante a invasão russa. / Maxym Marusenko / NurPhoto / via AFP

Aleteia / Marzena Devoud

As autoridades da Ucrânia contaram 116 locais de culto cristão que foram destruídos ou danificados desde a invasão russa, em 24 de fevereiro.

Em meio à guerra, nem os santuários não são poupados. De acordo com o relatório do Serviço Estatal Ucraniano para Assuntos Religiosos, publicado em 7 de maio de 2022, o exército russo bombardeou 116 edifícios religiosos em pelo menos treze regiões: Kiev, Dnipropetrovsk, Donetsk, Zhytomyr, Zaporizhia, Luhansk, Lviv, Mykolaiv, Odessa, Sumy, Kharkiv, Kherson e finalmente Chernihiv.

As mais afetadas são as igrejas ortodoxas (91 de 116), que estão muito presentes no leste do país. Igrejas católicas e protestantes, sinagogas, assim como instituições educacionais religiosas e importantes edifícios administrativos de organizações religiosas também foram destruídos ou danificados.

Clique aqui e veja o mapa interativo publicado pelo site das autoridades ucranianas com sinalização de todos os locais afetados.

Na galeria abaixo você confere parte do patrimônio cultural e religioso da Ucrânia que pode estar ameaçado.

Abrir galeria de fotos

Clique na foto

 

Artigo anteriorSanto franciscano do dia 12 de maio: São Leopoldo Mandic
Próximo artigoPapa Francisco canoniza quatro “Marias” neste fim de semana