Brasil: sucesso “inesperado” leva cinemas a reexibir filme sobre Eucaristia

Nos EUA, onde foi exibido em abril, o documentário ficou em sexto lugar, superando produções populares como “The Batman”, “Spider-man: No Way Home” e “Morbius”

Francisco Vêneto / Aleteia

Um recente filme sobre a Eucaristia, embora muito aguardado pelos católicos, parecia não despertar tanta expectativa assim nas redes de salas de cinemas brasileiras – até que o sucesso “inesperado” da obra as fez mudar de ideia.

Trata-se do documentário “Vivo – quem está aí?”, produzido na Espanha com roteiro de Jaime Pineda e direção de Jorge Pareja. A produção relata as histórias de cinco homens e mulheres que, nas próprias palavras, recordam a sua experiência de reconhecer a Presença Real de Jesus na Eucaristia.

Segundo a Kolbe Arte Produções, que distribui o filme no Brasil, “Vivo” foi exibido em 99 salas de cinema. Parece que nem todas esperavam, porém, que o documentário conquistasse o terceiro lugar nas bilheterias nacionais no dia da exibição, tanto que, de fato, o planejado era apenas uma exibição única, na semana de Corpus Christi.

Trata-se de um resultado tão bom que, na verdade, era melhor ainda: um levantamento inicial havia apontado que o documentário tinha ficado em quarto lugar, o que já era extraordinário: afinal, o filme sobre o poder da Eucaristia só tinha ficado atrás de três blockbusters de orçamento multimilionário: “Jurassic World: Domínio”, “Top Gun: Maverick” e “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura”.

Entretanto, uma atualização do levantamento constatou que, na verdade, “Vivo” tinha ficado não em quarto, mas em terceiro lugar.

Diante do sucesso, algumas salas já confirmaram uma exibição extra do documentário ainda nesta semana (clique aqui para conferir quais são). A rede Cinemark, além disso, fará uma exibição adicional no dia 28 de junho, às 19h30, com venda de ingressos a partir do dia 22, tanto por meio de seu site quanto de seu aplicativo.

O sucesso de público não se limitou ao Brasil. Nos Estados Unidos, onde foi exibido em 25 de abril, o documentário ficou em sexto lugar, superando produções populares como “The Batman”, “Spider-man: No Way Home” e “Morbius”.

Em seu país de origem, a Espanha, o documentário também ficou entre os 10 filmes mais assistidos na data de exibição. O sucesso se repetiu em países da América Latina como a Colômbia e o México.

Artigo anteriorSanto do dia 21 de junho: São Luís Gonzaga
Próximo artigoChantagem com armas nucleares deve repugnar a humanidade, diz o papa