18 de julho de 2020

Sob pandemia, Província Nossa Senhora dos Anjos realiza retiro anual usando a tecnologia

“Nas trilhas do Profeta Elias – O Voto de Obediência” foi o tema, com assessoramento da irmã Marlene Frinhani, carmelita

Design sem nome (2)

Confinados, frades do convento no Rio participam do retiro por videoconferência com irmãos da província (foto no detalhe)

Emilton Rocha / Fotos: Alerrandro Teófilo

Na segunda-feira 13 de julho, os frades capuchinhos da Província Nossa Senhora dos Anjos, que abrange os estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e leste de Minas Gerais, deram início ao Retiro Provincial anual, concluído no dia 16.

De acordo com Frei Jorge de Oliveira, reitor e pároco do Santuário Basílica de São Sebastião, no Rio de Janeiro, seguindo o planejamento anual das atividades da Província, neste período, estiveram reunidos com uma metodologia completamente nova, “em um momento tão desafiador, doloroso e complexo por que passa toda a humanidade com a Pandemia da Covid19”. “Fomos descobrindo novos caminhos, de acordo com as possibilidades do momento”, disse.

Os participantes se organizaram online nas fraternidades, desenvolvendo as atividades diárias com a presença dos frades, sendo que duas irmandades do interior optaram por adentrar mais ainda na zona rural onde não existem recursos tecnológicos e outra se organizou de forma diferente, principalmente porque houve um momento em que a organização não sabia como colocar em prática a proposta.

este5

Reuniões online: “sensibilidade, silêncio e orações”

“Nas trilhas do Profeta Elias – O Voto de Obediência” foi o tema deste ano, assessorado pela irmã Marlene Frinhani, carmelita. Tudo transcorreu com muita sensibilidade, silêncio, oração e, sobretudo, com profunda humildade os participantes se colocaram em atitude de escuta aos planos de Deus  nesse momento da história, “trazendo para o retiro a dor e o clamor de todo o povo de Deus que está sofrendo tantas perdas humanas, materiais, psicológicas gerando tantas formas de sofrimentos os mais cruéis possíveis. Assim, vamos na silenciosa escuta dos planos do Pai Misericordioso, caminhando neste retiro”, revelou o reitor.

Assim como outros eventos que aconteceram neste período de pandemia, desta vez fizeram uma experiência diferente durante os momentos de reflexão com a Irmã Marlene Frinhani, da congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência, através do aplicativo Zoom com os irmãos reunidos em suas fraternidades.

– Foi algo novo, diferente. Uma experiência única que não era esperada, mas que nos fez parar e perceber a importância de buscar novos caminhos e soluções para manter nossos propósitos e nossa união – reconheceu Frei Almir da Silva, do Rio de Janeiro.

Segundo ele, um retiro onde estiveram conectados espiritualmente através da tecnologia e, mesmo distantes, viveram momentos de orações e meditações, “em um só coração e em um só espírito”. “Existe a distância e o isolamento social, mas sentimos a presença de cada irmão todos os dias através da oração e do convívio pelos meios de comunicação”.

– Louvado seja o Senhor, por nos capacitar e nos oferecer novos caminhos que nos unem no espírito do Poverello de Assis. Obrigado, irmã Marlene, pela sua disponibilidade e pelo seu carinho de nos conduzir nestes dias refazendo o caminho do profeta Elias em direção a Deus, ressaltou.

clear