Mesmo sem as duas procissões – a Luminosa, do sábado, e a grande procissão de domingo que tradicionalmente inunda de fiéis as ruas da Tijuca – e com a restrita participação dos fiéis que se inscreveram por aplicativo para as 7 missas durante o dia, a festa foi emocionante. Houve transmissão ao vivo pelas redes sociais. Às 10h, a berlinda com a imagem da Rainha da Amazônia saiu liderando uma carreata pelas ruas do bairro e abençoando os transeuntes.

">
14 de outubro de 2020

Mesmo sem procissões e com participações limitadas nas missas, festa do Círio foi emocionante

7 Missas homenagearam a Virgem de Nazaré; Arcebispo do Rio, Cardeal Orani Tempesta presidiu Missa Solene; a carreata com a berlinda e a imagem de Nossa Senhora de Nazaré deixou os tijucanos felizes

DSC_3462

O Cardeal Orani Tempesta, como em todos os anos, preside Missa Solene.

Por Emilton Rocha / Pascom

A pandemia causada pelo novo coronavírus obrigou a suspensão de inúmeros eventos ao redor do mundo. Atentos e sensíveis às recomendações das autoridades mundiais em saúde, pelo distanciamento social como principal medida de contenção à pandemia, a Arquidiocese de Belém e a Diretoria da Festa decidiram por não realizar o Círio 2020 da maneira que conhecemos. No entanto, a arquidiocese, por meio do arcebispo metropolitano, Dom Alberto Taveira, deixou claro que o cancelamento das procissões não significava o cancelamento do Círio de Nazaré.

Durante a reunião preliminar para elaboração da programação, o reitor e pároco Frei Jorge de Oliveira orientou o grupo responsável sobre a necessidade de se adequar as comemorações deste ano à “realidade e regras do momento que vivemos”.

Design sem nome (1)

O Arcebispo e o reitor com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré.

– O Círio de Nazaré 2020, com o tema “Ave Maria, Cheia de Graça”, foi proposto levando-se em consideração estes tempos difíceis por que passa toda a humanidade por conta da pandemia da Covid-19, cujo início se deu no mês de março deste ano – disse. Para ele, “respeitando o protocolo de exigências por parte das autoridades sanitárias, não deixamos de realizar as festas devocionais, seja por lives ou com número reduzido de participantes”. Para homenagear a Virgem de Nazaré, o Santuário Basílica de São Sebastião, dirigido pelos Frades Menores Capuchinhos, elaborou uma programação restrita às recomendações feitas por autoridades sanitárias, seguindo todos os protocolos, mas “com toda devoção e piedade que Nossa Senhora merece”, como bem disse Frei Jorge.

A primeira missa foi celebrada às 7h, seguida por outras às 8h, 9h, 10h, 11h30, 17h e 18h30. Às 10h, a berlinda com a imagem da Rainha da Amazônia saiu liderando uma carreata pelas ruas do bairro e abençoando os transeuntes. No retorno, o Arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani Tempesta recebeu a imagem e a colocou no altar, dando início à Missa Solene.

Mesmo sem as duas procissões – a Luminosa, do sábado, e a grande procissão de domingo que tradicionalmente inunda de fiéis as ruas da Tijuca – e com a restrita participação dos fiéis que se inscreveram por aplicativo para as 7 missas durante o dia, a festa foi emocionante. Houve transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Assim, o Círio de Nazaré deste ano foi celebrado os devidos cuidados e prudência devido á pandemia, o que o tornou diferenciado dos anos anteriores. Desde a novena preparatória, a festa do Círio de Nazaré foi realizada com toda devoção e piedade que Nossa Senhora merece.

GALERIA DE FOTOS

Para ampliar, clique duas vezes na miniatura.

clear