18 de junho de 2020

Igrejas voltam a receber fiéis a partir do dia 3, mas com lotação reduzida a 1/3 da capacidade

Decisão foi tomada depois que a arquidiocese consultou um corpo médico sobre os novos protocolos que deveriam ser adotados

d oraniThaís Sousa / O Globo

RIO – O arcebispo do Rio, Cardeal Dom Orani Tempesta, divulgou uma mensagem anunciando a retomada das celebrações presenciais no Estado. A partir do primeiro fim de semana de julho, as missas voltam a ser realizadas com portas abertas, mas com uma série de cuidados, como lotação reduzida a 1/3, uso de máscara, distanciamento e higienização. A presença dos fiéis nas missas de domingo continuará sendo facultativa.

— Que nós possamos respeitar o desejo do nosso povo e também lembrar que continua válida a dispensa do preceito dominical para as pessoas que não puderem ou não quiserem vir às celebrações por serem do grupo de risco. — explicou o Cardeal.

Ainda segundo o arcebispo, as celebrações continuam sendo transmitidas e as paróquias seguirão providenciando a eucaristia para as pessoas que não puderem comparecer às missas.

Dom Orani explicou que a decisão foi tomada depois que a arquidiocese consultou um corpo médico sobre os novos protocolos que deveriam ser adotados. Sacerdotes, diáconos e agentes de pastoral já foram orientados sobre as novas medidas.

clear