Frei Roberto Magalhães ou Frei Robertinho, o frade brasileiro que ficou conhecido por percorrer 6 quilômetros atendendo confissões na Caminhada Penitencial da Arquidiocese de Fortaleza já com idade avançada, faleceu em 18 de maio, terça-feira, em sua residência na Cúria Provincial dos Capuchinhos do Ceará e Piauí. Frei Roberto, que em setembro completaria 100 anos e em outubro 76 anos de ordenação sacerdotal, faleceu de causas naturais.

">
19 de maio de 2020

Frei Roberto, o capuchinho mais idoso do Brasil, falece em Fortaleza

O frade que em setembro completaria 100 anos e em outubro 76 anos de ordenação sacerdotal, faleceu de causas naturais

FreiRoberto_FacebookCapuchinhosCEPI

Frei Roberto: 6 quilômetros atendendo confissões na Caminhada Penitencial da Arquidiocese de Fortaleza

Por ACI Digital

Frei Roberto Magalhães ou Frei Robertinho, o frade brasileiro que ficou conhecido por percorrer 6 quilômetros atendendo confissões na Caminhada Penitencial da Arquidiocese de Fortaleza já com idade avançada, faleceu em 18 de maio, segunda-feira, em sua residência na Cúria Provincial dos Capuchinhos do Ceará e Piauí. Frei Roberto, que em setembro completaria 100 anos e em outubro 76 anos de ordenação sacerdotal, faleceu de causas naturais.

Segundo o Blog O Ancoradouro, “algumas imagens de Frei Robertinho viralizaram na internet como ele, mesmo com a elevada idade, fazendo genuflexão para o Santíssimo Sacramento, abençoando um policial militar no hospital e cantando a música “barca de Jesus”, a sua preferida”.

“Roberto, filho do casal José Joaquim de Souza e a senhora Joana Magalhães de Sousa, nasceu em 10 de setembro de 1920. Ingressou no convento dos Capuchinhos, com a aprovação dos pais, em 1934, quando tinha apenas 14 anos. Em 1938, fez o noviciado em Esplanada na Bahia. A profissão simples foi no ano seguinte. Era a marca da entrada na Ordem dos Capuchinhos. Daí em diante Frei Roberto ajudou muitas pessoas a descobrirem seu caminho”.

“Em 1942, em São Luís (MA), a Ordem acolhe seus votos solenes. É uma data marcante para o religioso. Neste período, cursa filosofia e teologia. Outra data importante foi sua ordenação presbiteral: 1º de outubro de 1944, no Santuário Coração de Jesus, em Fortaleza”, assinala o Ancoradouro.

Entre as muitas tarefas e cargos que assumiu, Frei Roberto se desempenhou como professor de filosofia, diretor dos estudantes de filosofia, vigário paroquial, pároco e guardião em vários conventos, reitor do santuário S. Francisco das Chagas, diretor do Colégio São Francisco em Juazeiro, e ainda esteve durante um breve período como missionário em Angola.

Frei Roberto Magalhães era o frade capuchinho mais idoso do Brasil e completou no último dia 20 de março 81 anos de profissão religiosa e, em 1º de outubro, celebraria 76 anos de sacerdócio.

LEIA TAMBÉM: Caminhada Penitencial: padre de 95 anos percorre 6 km e atende confissões em Fortaleza

clear