De 29 de setembro a 7 de outubro, o Santuário Basílica de São Sebastião Frades Capuchinhos celebrou a Semana Franciscana, com ótima programação de eventos elaborados pelos frades, cuja Ordem tem São Francisco de Assis como pai e fundador. No dia 4, dia dedicado a São Francisco de Assis, houve solenidades em todas as missas (7h, 9h e 18h), e a bênção dos animais, feita no pátio da Basílica e na Praça Afonso Pena.

">
25 de setembro de 2017

Frades Capuchinhos celebram a Semana Franciscana

Uma série de eventos foi elaborada para homenagear São Francisco de Assis, considerado pai e fundador da Ordem

f81575c5138124105c884fbfdc4707ac--saint-francis-papa-franciscoEmilton Rocha, com informações bibliográficas de Ana Paula de Araújo

De 29 de setembro a 7 de outubro, o Santuário Basílica de São Sebastião Frades Capuchinhos celebrou a Semana Franciscana, com uma ótima programação de eventos elaborados pelos frades capuchinhos, cuja Ordem tem São Francisco de Assis como pai e fundador. A Família Franciscana é dividida em três ramos principais: Ordem dos Frades Menores (OFM), Ordem dos Frades Menores Conventuais (OFM. Conv) e a Ordem dos Frades Menores Capuchinhos (OFM. Cap).

A abertura da Semana Franciscana na Basílica teve início no 29 de setembro com uma Cantata, após a missa das 18h. Uma Tenda Franciscana foi montada na entrada da igreja. Após a missa das 18h do dia 3, foi realizado o “Trânsito de São Francisco”, a passagem do santo desta vida para a outra, ou seja, a sua morte. No dia 4, dia dedicado a São Francisco de Assis, houve solenidades em todas as missas (7h, 9h e 18h), e a bênção dos animais, feita no pátio da Basílica e na Praça Afonso Pena. No sábado, 7, último dia, foi realizado um encontro inter-religioso, no Salão Frei Nemésio, com uma roda de conversa, com o tema “O lugar do ser humano (o outro) e da Natureza nas diferentes vertentes religiosas”.

São Francisco de Assis nasceu no dia 5 de julho de 1182, na cidade de Assis (Itália, com o nome de Giovanni di Pietro di Bernardone. Era filho de um comerciante italiano de nome Pietro di Bernardone dei Moriconi e de sua esposa Pica Bourlemont, e tinha origens francesas. A família fazia parte da rica burguesia de Assis, e tinha prestígio no nome e nas posses financeiras. Era chamado pela família de “Francesco” nome cuja origem ainda hoje não foi determinada.

Francisco cresceu e se tornou popular entre seus amigos devido à sua vida rebelde, às extravagâncias, bebedeiras, pela suas roupas caras, por esbanjar dinheiro e ter paixão por aventuras. Tinha o desejo de ser “herói” e por isso alistou-se, em 1202 como soldado na guerra de Assis contra a Peruggia. Foi capturado e passou cerca de um ano preso, à espera de ser resgatado.

Recebeu seu chamado em Assis, durante uma farra com os amigos, onde foi tocado por Deus e desde então começou a perder o interesse pelas farras, dinheiro, riquezas, posses, etc, passando a se preocupar com os mais necessitados e em fazer a vontade de Deus, servindo-o através da doação total e incondicional da sua vida.

“Ninguém é suficientemente perfeito, que não possa aprender com o outro e, ninguém é totalmente destituído de valores que não possa ensinar algo ao seu irmão.” ― São Francisco de Assis

Viveu uma conversão brusca em sua juventude, passando de jovem rebelde e mundano, a uma vida religiosa de completa pobreza. Abandonou sua família e sua antiga vida e foi viver em cabanas e abrigos no meio do mato, juntamente com um amigo que chamava de “irmão Leão”. Sua decisão e vivacidade atraiu a outros adeptos, fazendo com que ele fundasse mais tarde a Ordem dos Frades Menores, hoje conhecidos como Franciscanos.

Juntamente com seus “filhos”, Francisco renovou a vivência do catolicismo na época, conservando o hábito de viajar a pé pelas localidades, pregando e vivendo completamente das doações que recebiam. Segundo São Francisco, o evangelho deveria ser seguido à risca, com todo rigor, imitando a vida de Jesus. Desenvolveu latentemente o dom da caridade, pregando o amor à Criação de Deus, à natureza, aos animais, e sobretudo ao ser humano, e vivendo a total doação a estes, e valorizando especialmente os mais pobres. Chamava a todas as criaturas de Deus de irmãos, e se considerava a menor delas. Até hoje é um dos santos da Igreja mais devotados, santidade esta que foi firmada desde que ainda estava em vida, sendo conhecido por muitas pessoas e chamado de santo ainda em vida.

Faleceu em 1226, no dia 3 de outubro, e foi canonizado em 1228, menos de dois anos depois. É conhecido como o protetor dos pobres e doentes e também patrono dos animais e da natureza.

clear