16 de fevereiro de 2021

Como será o rito de imposição das cinzas este ano

O Vaticano estabeleceu novas diretrizes para a celebração da Quarta-feira de Cinzas. As alterações foram feitas para evitar o contágio pelo coronavírus

am030619a-pope-francis-ash-wednesday-antoine-mekary-am_8301

Antoine Mekary | Aleteia | I. Media

Por causa da pandemia, o Vaticano modificou o rito de imposição das Cinzas na Quarta-feira de Cinzas deste ano. A medida visa evitar o contágio pelo coronavírus.

De acordo com nota da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, os celebrantes do mundo inteiro deverão obedecer as novas disposições para a celebração que marca o início da Quaresma, em 17 de fevereiro.

Diz a nota:

“Feita a oração de bênção das cinzas e depois de as ter aspergido com água benta sem dizer nada, o sacerdote, voltado para os presentes, diz uma só vez para todos a fórmula que se encontra no Missal Romano: ‘Convertei-vos e acreditai no Evangelho’ ou ‘Lembra-te que és pó da terra e à terra voltarás’”

Depois, o celebrante deverá adotar os seguintes procedimentos:

1 – lavar as mãos;

2 – colocar a máscara protegendo o nariz e a boca;

3 – impor as cinzas a todos os presentes que se aproximam dele (se for mais conveniente, aproximar-se daqueles que estão de pé);

4 – pegar as cinzas;

5 – deixar as cinzas caírem sobre a cabeça de cada um sem dizer nada.

Trata-se, portanto, de uma alteração litúrgica para garantir a segurança dos fiéis e dos celebrantes diante da pandemia.

clear