No sábado, dia de Santo Antônio, a Santa Missa será celebrada às 11h e, para não quebrar a tradicional distribuição dos pãezinhos abençoados, os frades capuchinhos e integrantes da Pia União de Santo Antônio os distribuirão apenas no sistema drive thru [sem que os devotos tenham que sair dos carros], em frente à igreja, das 14h às 16h. Como o número de fiéis é limitado, ficou acertado que cada interessado deverá baixar o aplicativo "sympla" (link abaixo), entrar na página, ler as regras e preencher com o nome, etc. Caso não consiga baixar o aplicativo, ligue para o número da Basílica: 98247-2737.

">
10 de junho de 2020

Capuchinhos distribuirão os pãezinhos de Santo Antônio em sistema drive thru neste sábado, 13

Sinônimo de caridade, os pãezinhos serão entregues em frente à Basílica de São Sebastião, na Tijuca, para pessoas previamente cadastradas em aplicativo

Elpandesanantonio_13062017

Distribuição dos pães de Santo Antônio.

Por Emilton Rocha *

O Santuário Basílica de São Sebastião, localizado na Tijuca, Rio de Janeiro, está realizando diariamente, com transmissão ao vivo pelas redes sociais, a Trezena de Santo Antônio que teve início em 31 de maio e será concluída nesta sexta-feira 12 de junho, em preparação para a grande festa do santo no dia 13. Nesse dia, estará sendo celebrada a memória de um dos santos mais populares do país, junto a São João e São Pedro, todos os três festejados em junho. Porém, devido à pandemia de COVID-19, todas as celebrações populares estão suspensas para não causar aglomerações.

No sábado, dia de Santo Antônio, a Santa Missa será celebrada às 11h e, para não quebrar a tradicional distribuição dos pãezinhos abençoados, os frades capuchinhos e integrantes da Pia União de Santo Antônio os distribuirão apenas no sistema drive thru [sem que os devotos tenham que sair dos carros], em frente à igreja, das 14h às 16h. “Idosos ou pessoas que não tiverem carro deverão celebrar o dia do santo em casa”, sugere Frei Jorge de Oliveira, reitor do Santuário Basílica.

Como se cadastrar para receber os pães no sistema drive thru

Como o número de fiéis é limitado, ficou acertado que cada interessado deverá baixar o aplicativo “sympla” (link abaixo), entrar na página, ler as regras e preencher com o nome, etc. Caso não consiga baixar o aplicativo, ligue para o número da Basílica: 98247-2737. Se algumas pessoas não podem vir à igreja por não ter carro, é só preparar ou adquirir o seu próprio pão numa padaria para ser abençoado. A bênção será feita por meio da live. Faça seu pãozinho com amor que ele será abençoado no fim da missa das 11h. Para baixar o aplicativo, acesse: https://tinyurl.com/ycj6zam9

O pão de Santo Antônio

A origem do tradicional pão de Santo Antônio que se entrega em muitos lugares do mundo em 13 de junho, dia no qual a Igreja celebra o grande santo nasceu a partir de um dos seus milagres, cujo protagonista foi Tomasito, um menino de 20 meses que se afogou em um poço de água, conforme contou em um diálogo ao site católico ACI o Reitor da Basílica de Santo António de Pádua, na Itália, Pe. Oliviero Svanera.

O reitor contou que “a mãe desesperada invocou a ajuda do santo e fez uma promessa: se conseguisse esta graça, ia dar aos pobres uma quantidade de pão igual ao peso do menino. E milagrosamente o pequeno voltou a viver”.

Este milagre, continuou o sacerdote, “deu origem a duas obras fieis ao espírito de Santo Antônio: a primeira é a Obra do Pão dos Pobres, organização antoniana em Pádua responsável por levar alimentos e materiais básicos e assistência às pessoas necessitadas”. O segundo trabalho é a “Caritas Antoniana Onlus”, organismo de caridade dos frades do santo, que somente em 2016 apoiou 124 projetos de desenvolvimento em 40 países do mundo, com um total de 2,6 milhões de euros”. O reitor do Santuário destacou o exemplo do santo para viver a humildade e a necessidade de superar a “tentação do poder, o orgulho e, como diria o Papa Francisco, o mundanismo”.

Santo Antônio

3ac678d7ab2eb33c9695a831aa78e042_clipped_rev_1O popular santo – doutor da Igreja – que nasceu em Lisboa, no ano de 1195, e morreu nas vizinhanças da cidade de Pádua, na Itália, em 1231, por isso é conhecido como Santo Antônio de Lisboa ou de Pádua. O nome de batismo dele era Fernando de Bulhões y Taveira de Azevedo.

Jovem, pertenceu à Ordem dos Cônegos Regulares, tanto que pôde estudar Filosofia e Teologia, em Coimbra, até ser ordenado sacerdote. Não encontrou dificuldade nos estudos, porque era de inteligência e memória formidáveis, acompanhadas por grande zelo apostólico e santidade. Aconteceu que em Portugal, onde estava, Antônio conheceu a família dos Franciscanos, que não só o encantou pelo testemunho dos mártires em Marrocos, como também o arrastou para a vida itinerante na santa pobreza, uma vez que também queria testemunhar Jesus com todas as forças.

Ao ir para Marrocos, Antônio ficou tão doente que teve de voltar, mas providencialmente foi ao encontro do “Pobre de Assis”, o qual lhe autorizou a ensinar aos frades as ciências que não atrapalhassem os irmãos de viverem o Santo Evangelho. Neste sentido, Santo Antônio não fez muito, pois seu maior destaque foi na vivência e pregação do Evangelho, o que era confirmado por muitos milagres, além de auxiliar no combate à Seita dos Cátaros e Albigenses, os quais isoladamente viviam uma falsa doutrina e pobreza. Santo Antônio serviu sua família franciscana através da ocupação de altos cargos de serviço na Ordem, isto até morrer com 36 anos para esta vida e entrar para a Vida Eterna.

* Com informações de Santos e Ícones Católicos

clear