Na primeira sexta-feira do ano, 3, o Santuário Basílica de São Sebastião reuniu cerca de 50 mil fiéis, segundo estimativas, que foram receber a tradicional bênção dos frades Capuchinhos ou barbadinhos.

">
5 de janeiro de 2020

Bênção dos Capuchinhos levou milhares de fiéis à Basílica na primeira sexta-feira do ano

Estima-se que 50 mil pessoas passaram pelo templo para pedir bênçãos e agradecer por graças alcançadas

DSC_6419

Emilton Rocha / Pascom

Na primeira sexta-feira do ano, 3, o Santuário Basílica de São Sebastião reuniu cerca de 50 mil fiéis, segundo estimativas, que foram receber a tradicional bênção dos frades Capuchinhos ou barbadinhos.

Foram 15 missas celebradas de hora e hora até às 19h, com as bênçãos entre as celebrações que tiveram início às 5h, com frei Jorge de Oliveira, pároco do Santuário. A partir daí, a igreja ficava lotada a cada missa. Mesmo a forte chuva que caiu por volta do meio-dia não impediu a chegada de pessoas de toda parte do Rio de Janeiro.

“Esta benção é dada a toda a população do Rio de Janeiro, a todas as pessoas que acorrem aqui ao santuário basílica de São Sebastião dos frades Capuchinhos desde o final de 1800, especificamente a partir de 1931 aqui na Tijuca. Após cada missa, de hora em hora, as pessoas recebem a água benta em sinal de proteção” – explicou frei Jorge ao site G1.

A bênção dos capuchinhos

Em 1886, Frei Fidélis de Ávola, um fervoroso devoto de Nossa Senhora de Lourdes, curado de uma grave enfermidade com água benta, mandou construir uma gruta dedicada à santa, ao lado da Igreja de São Sebastião, localizada no extinto Morro do Castelo, no centro do Rio. A partir de então, os freis franciscanos capuchinhos passaram a dar a bênção sempre na primeira sexta-feira de cada mês.

Com o passar dos anos, o número de fiéis foi aumentando juntamente com a crença de se começar bem o novo ano abençoado por Deus, com essa benção especial na primeira sexta-feira de janeiro. De acordo a história, a partir da transferência da Igreja do Morro do Castelo para a Rua Haddock Lobo, na Tijuca, em 1931, as bênçãos passaram a ser dada no novo endereço, atraindo cada vez mais fiéis.

A tradicional bênção dos capuchinhos, também conhecida como ‘bênção dos barbadinhos’, concedida na primeira sexta-feira de cada mês, é hoje patrimônio cultural carioca,  assim como a procissão da Festa de São Sebastião, realizada no dia 20 de janeiro.

GALERIA DE FOTOS

Para ampliar, clique duas vezes em cada miniatura

clear