3 de março de 2018

Vicariato Norte realiza encontro anual do Clero e leigos

Evento realizado na Basílica de São Sebastião teve como objetivo a apresentação de parte do documento 105 da CNBB e da Campanha da Fraternidade 2018

IMG_4306 (Copy)

Dom Paulo Romão: “Documento 105 da CNBB é muito rico”

Por Emilton Rocha / Pascom

Foi realizado na manhã deste sábado o encontro anual em nível vicarial do clero com leigos, promovido pelo Vicariato Norte. O evento aconteceu no Santuário Basílica de São Sebastião dos Capuchinhos e teve a finalidade de promover a integração entre o Clero e leigos e, como pauta, duas palestras – uma sobre o Documento 105 da CNBB: “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na Sociedade – Sal da Terra e Luz do Mundo”, proferida por Dom Paulo Alves Romão, bispo responsável pelo Vicariato Norte, e a apresentação do tema da Campanha da Fraternidade 2018: “Fraternidade e Superação da Violência, a partir de um olhar da Pastoral de Favelas da nossa Arquidiocese”, feita pelo monsenhor Luiz Antônio Pereira Lopes, coordenador da Pastoral de Favelas.

“Estamos trabalhando dois documentos: um da CNBB (105), que nos convida, como leigos, a sermos sal da Terra e luz do mundo, e também sobre a Campanha da Fraternidade deste ano cujo tema é “Fraternidade e Superação da Violência”, para que padres e leigos possam caminhar juntos e viver essa comunhão em prol da evangelização e do crescimento da nossa Igreja e do crescimento pastoral”, disse padre Aldo de Souto Santos, vigário episcopal do Vicariato Norte. “Daí a importância dessa integração entre os leigos e os padres da nossa Arquidiocese e de modo especial do nosso Vicariato Norte”, concluiu.

IMG_4316 (Copy)

Padre Aldo: “Fraternidade e superação da violência para que padres e leigos possam caminhar juntos”

O Documento da CNBB, Cristãos leigos, Sal da Terra Luz do Mundo, aprovado na 54ª Assembleia Geral Ordinária da Conferência dos Bispos do Brasil, aborda a participação dos leigos e leigas na Igreja e na Sociedade. Chamados pelo Batismo e pela Crisma ao seguimento de Jesus Cristo, os Leigos e Leigas, assumem a responsabilidade de serem sujeitos na Igreja, e na sociedade, Sal e Luz! Ele serve de norte para aqueles que se empenham em seguir os caminhos assinalados pela Igreja, desperta para a importância da atuação dos leigos na comunidade eclesial e na sociedade, ao mesmo tempo que enfatiza sua capacidade de serem agentes de transformação.

Para Dom Paulo,  esse encontro de hoje foi a apresentação de parte do Documento 105, sobre leigos e leigas da Igreja. “Esse documento é muito rico, até porque coloca no contexto que nós vivemos os desafios do mundo de hoje e, ao mesmo tempo, qual é o papel do leigo enquanto sal da Terra e luz do mundo, que na realidade é viver a fé na Igreja, acompanhando as pastorais mas também o dia a dia no trabalho e na família testemunhando a beleza da fé”, afirmou o religioso.

Segundo ele, o documento provoca muitas reflexões sobre isso e ponto de aprofundamento interessantíssimo. “Vale a pena aprofundar esse texto além desses encontros aqui, mas também pessoalmente. Com certeza é uma grande ajuda para as pastorais e para seus coordenadores”, concluiu.

IMG_4373 (Copy)

Monsenhor Luiz Antônio: “um olhar da Pastoral de Favelas da nossa Arquidiocese”

O Documento 105 da CNBB

O Documento 105 está dividido em três capítulos além de uma Introdução e conclusão. O primeiro capítulo é titulado “O Cristão Leigo, Sujeito na Igreja e no Mundo: esperanças e angústias” e trata da descoberta da vocação e missão do cristão leigo e leiga na Igreja e na Sociedade. O segundo capítulo é titulado: “Sujeito Eclesial: Discípulos Missionários e Cidadãos do Mundo” e trata da compreensão da identidade e da dignidade laical como sujeito eclesial e identifica a atuação dos leigos, considerando a diversidade de carismas, serviços e ministérios na Igreja.

O terceiro capítulo, o mais longo, é titulado “A Ação Transformadora na Igreja e no Mundo” e aborda a dimensão missionária da Igreja e indica aspectos, princípios e critérios de formação do laicato, e aponta ainda lugares específicos da ação dos leigos. A Conclusão apresenta nove aspectos de itens importantes encontrados no Documento da CNBB 105.

clear