23 de julho de 2018

Tríduo à Senhora Santana: de 23 a 25 de julho

Quinta-feira, 26, será celebrada Missa Solene, às 18h

Nossa Senhora a Sant'AnaNesta segunda-feira, 23, será iniciado o Tríduo à Senhora Santana – mãe de Nossa Senhora e avó de Jesus – no Santuário Basílica de São Sebastião Frades Capuchinhos. De segunda a quarta-feira, os devotos da mulher escolhida por Deus para ser mãe da Virgem Imaculada participarão do tríduo sempre às 17h e, na quinta-feira, 26, será celebrada Missa Solene, às 18h.

Senhora Santana

Santa Ana, Santana ou Sant’Ana, do hebraico Hhannah, que significa graça, é padroeira das avós e das mulheres com dificuldade de engravidar. Ela é a mãe da Virgem Maria e avó de Jesus. Esposa de São Joaquim, ela não conseguiu engravidar em sua juventude e passou a ser vista pela sociedade judaica como estéril e castigada por Deus. Ana e Joaquim, porém, eram justos diante do Senhor e durante muitos anos pediram a graça de ter filhos. Quando já tinham passado do tempo de engravidar, um anjo do Senhor apareceu a Santa e São Joaquim separadamente e disse que as orações do casal tinham sido ouvidas. Então, Santa Ana engravidou e deu à luz aquela que seria a Mãe do Salvador. A imagem de Santa Ana é cheia de símbolos que contam sua história. Vamos conhecê-los.

A túnica branca de Santa Ana

A túnica branca de Santa Ana simboliza sua pureza de coração. Apesar de não conseguir engravidar durante seu período fértil, Santa Ana não se revoltou contra Deus, mas acolheu o fato como sendo parte do ‘mistério de Deus’ para sua vida, sabendo que a vontade do Senhor sempre será melhor para nós do que nossa própria vontade. Ao buscar compreender e acolher a vontade de Deus, em meio ao sofrimento, Santa Ana tornou-se pura de coração. Por isso, sua túnica branca.

O véu marrom e verde de Santa Ana

O véu marrom e verde de Santa Ana tem dois significados que se complementam na vida desta grande santa. A cor marrom é símbolo da humildade e da simplicidade. A cor verde é símbolo da vida que renasce. Assim, Santa Ana foi humilde acolhendo a vontade de Deus. Por isso, ela viu a vida renascer em seu próprio corpo ao engravidar e conseguir levar adiante uma gestação. Além disso, viu a vida renascer recebendo a graça da maternidade, sendo mãe da Virgem Maria.

O pergaminho na mão direita de Santa Ana

O pergaminho na mão direita de Santa Ana simboliza tudo o que ela ensinou à Virgem Maria. No mundo judaico de então, a educação das meninas era de inteira responsabilidade das mães. Sendo a Virgem Maria a pessoa que é, podemos concluir que, em grande parte, isso é devida à educação que ela recebeu de Santa Ana. O pergaminho estando na mão direita de Santa Ana, simboliza sua ação principal, que foi educar e ensinar Maria. No pergaminho estão enumerados os dez mandamentos, simbolizando que Santa Ana ensinou a Maria todo o que diz respeito à Lei de Deus, às tradições de sua fé e à santidade de vida. Toda a missão de santa Ana está simbolizada neste pergaminho.

A mão esquerda de Santa Ana

A mão esquerda de Santa Ana está voltada para o seu coração, simbolizando que todo o ensinamento que ela transmitiu à Virgem Maria vinha do seu coração. Ela nos ensina que qualquer ensinamento de vida só vai ser eficaz se for transmitido de coração para coração. Foi isso que ela fez com sua filha, a Virgem Maria.

A Virgem Maria menina na imagem de Santa Ana

A Virgem Maria menina na imagem de Santa Ana simboliza o sentido de vida de Santa Ana. A roupa azul de Maria simboliza o céu, que com seu ‘SIM’, Maria vai abrir para nós. O azul simboliza também a verdade que Maria vai gerar para o mundo: seu Filho Jesus Cristo.

Oração a Santa Ana

‘Senhor, Deus de nossos pais, que concedestes a Santa Ana a graça de dar a vida à mãe de vosso filho Jesus, olhais por todas as famílias que lutam para sobreviver e que se encontram em grandes dificuldades de relacionamento. Que os lares sejam lugares abençoados e plenos de acolhimento e de compreensão. Santa Ana, nossa padroeira, olhai para as crianças, acompanhai os adolescentes e jovens, amparai os idosos e doentes de nossa sociedade.Que todas as pessoas possam contar sempre com as bênçãos de vossa proteção. Santa Ana, eu ainda vos peço (fazer o pedido); neste dia dai-me a graça que tanto necessito. Santa Ana, rogai por nós! Amém!’

TRÍDUO À SENHORA SANTANA

DIAS: 23, 24 E 25 de julho

MISSA SOLENE: 26 de julho

LOCAL: Santuário Basílica de São Sebastião – Frades Capuchinhos – Rua Haddock Lobo, 266, Tijuca

______

Pascom, com Santos e Ícones Católicos

clear