4 de fevereiro de 2019

Pastoral Familiar anuncia a realização do 24º Encontro de Casais com Cristo

As inscrições poderão ser feitas após as missas das 11h30, 18h e 19h30 aos domingos

25 ECC (1)Por Emilton Rocha / Pascom

RIO DE JANEIRO – A Pastoral Familiar do Santuário Basílica de São Sebastião (Capuchinhos), anuncia que nos dias 18 e 19 de maio será realizado o 24° Encontro de Casais com Cristo (ECC), no Instituto Padre Leonardo Carrescia, pertencente à Congregação das Irmãs Franciscanas Alcantarinas, situado à Rua Barão de Itapagipe, 96, Rio Comprido. As inscrições poderão ser feitas nas missas das 11h30, 18h e 19h30 aos domingos.

– O encontro tem como um dos objetivos trazer os casais para conhecerem essa experiência do Encontro de Casais com Cristo, levar a relação de Cristo para dentro de suas casas, como se fosse mais um participante do seu casamento – diz Henriete Souza, uma das encontreiras do ECC.

A Pastoral Familiar surgiu da necessidade de atuação da Igreja junto às famílias devido às amplas, profundas e rápidas transformações da sociedade e da cultura, pondo em questão esta instituição que constitui o cerne da sociedade. A família sempre foi de grande importância para a Igreja, pois através dela que o homem começa sua vida e forma sua base.

O Encontro de Casais com Cristo (ECC) é um serviço da Igreja em favor da evangelização das famílias. Procura construir o Reino de Deus aqui e agora, a partir da família, da comunidade paroquial, mostrando pistas para que os casais se reencontrem com eles mesmos, com os filhos, com a comunidade e, principalmente, com Cristo. Para isto, busca compreender o que é “ser Igreja hoje” e de seu compromisso com a dignidade da pessoa humana e com a justiça social.

Todo casamento quando vivido no amor é um presente para todos ao redor. Contudo, quando vivido em comunhão com Deus, é um presente para toda a comunidade. Todos os casais da paróquia estão convidados a viver essa experiência. O casamento, antes de mais nada, é uma união com Deus.

O que é o ECC

O ECC nasceu da inquietude de um sacerdote, padre Alfonso Pastore, que dedicou sua vida sacerdotal à Pastoral Familiar, à Pastoral da Saúde e à Pastoral Carcerária. Teve início em 1970, na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, na Vila Pompéia, em São Paulo-SP. Como disse textualmente o seu fundador, “começou porque Deus quis, e a presença e atividade do ECC no Brasil são a prova da ação de Deus na humanidade”.

O ECC atualmente é uma realidade no Brasil inteiro, de norte a sul, de leste a oeste, estando presente e atuando em 223 Arquidioceses. Está estruturado nos 16 Regionais (divisão geográfica da CNBB). O ECC contribui de forma efetiva para que as famílias se constituam como “Igrejas Domésticas”, “Formadoras de Pessoas”, “Educadoras na Fé” e “Promotoras do Desenvolvimento”, tendo seu lugar insubstituível no anúncio e vivência do Evangelho, pois o “Futuro da Humanidade Passa pela Família”.

Objetivos pastorais do ECC

O ECC é um serviço-escola. Não é um movimento. Não visa prender a si os casais, nem os casais devem querer ficar presos ao ECC. Apresenta-se como um “serviço da Igreja às famílias da paróquia. É essencialmente paroquial. Esta é a característica fundamental. Pe. Alfonso Pastore chega a dizer que “quem lhe retirar essa característica (paroquialidade) arranca-lhe a alma”. O ECC é feito de casais para casais. É ainda um serviço que procura apresentar aos casais uma visão da Igreja, por meio de seus Documentos e Encíclicas, e de sua Doutrina Social.

clear