19 de novembro de 2018

Jovens capuchinhos recebem seu primeiro hábito religioso

A cerimônia foi presidida pelo Mestre dos noviços, Frei Edcarlos Hoffman, em Teresópolis

vestição

A neblina, que durante a semana pairava na serra de Teresópolis, Rio de Janeiro, deu uma trégua neste sábado (17). Às 17h, na capela de Nossa Senhora de Fátima, sete jovens dos estados de MG, SP e RJ receberam o seu primeiro hábito religioso e passam a ser chamados de ‘Frei’. São eles Frei Cássio, Frei Érick, Frei George Matheus, Frei João Paulo, Frei Lucas, Frei Marcos Eduardo e Frei Vinícius. A rápida, mas emocionante, celebração, chamada de “vestição dos noviços”, foi presidida pelo Mestre dos noviços, Frei Edcarlos Hoffman, e contou com a presença de diversos frades, religiosas e integrantes da comunidade.

vestição2

Desde o início do acompanhamento vocacional, o dia de vestir o hábito capuchinho pela primeira vez é muito aguardado pelos jovens que ingressam no Seminário.  O hábito é a manifestação da sua escolha. Como lembrou Frei Edcarlos na homilia, de nada adianta vestir o hábito e ser indiferente a pobreza que nos circunda. O jovem que recebe o hábito religioso deve ser sinal de Cristo no meio dos mais pobres.

Agora eles são noviços e viverão 1 ano na fraternidade São Leopoldo Mandic, num período de maior reflexão sobre a vocação franciscano-capuchinha.

O noviciado é conhecido como o ‘tempo da provação’ devido o seu histórico dentro da Ordem Franciscana, quando o noviço que se apresentava para o noviciado era levado ao leprosário (local onde ficavam os leprosos) e ali era provado.

Nesse lugar, aquele que queria ser frade tocava nas chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo. Aquele que superasse essa prova estava pronto. Estes jovens receberam hoje as vestes em formato de cruz, não são mais mandados para um leprosário, mas neste período de 1 ano são convidados a tocar nas chagas, na lepra que todos nós trazemos e, olhando para o Cristo, deixar-se converter, transformar e mudar.

________

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB / Fotos: Divulgação

Por Paulo Henrique (Assessoria de Comunicação e Imprensa, São Paulo – SP)

clear