22 de março de 2017

Frade capuchinho em processo de beatificação terá Romaria Vocacional

Os pequenos também serão lembrados este ano com a organização da Romaria das Crianças

ea7780030bb769e49fe97a0c79e006b0

Por Por Frei João Carlos Romanini (Frat. Imaculada Conceicao) / Capuchinhos do Brasil /CCB

A 29ª Romaria Vocacional Frei Salvador, em Flores da Cunha, na Serra gaúcha, se repete há 29 anos. Este ano, com o tema “Cultivar e guardar a criação a exemplo de Frei Salvador”. Dando ênfase ao tema da campanha da fraternidade, com o cuidado dos biomas e a casa comum, uma característica do frei capuchinho, que tinha uma dedicação com a natureza e preservação, e com fama de protetor das culturas dos agricultores da região.

A programação para este ano se inicia com celebrações chamada Doze Dias Com frei Salvador. “São doze dias com momentos especiais de contemplação e oração, onde as pessoas possam pedir suas graças e milagres ao Servo de Deus”, explica o bispo emérito de Uruguaiana, Dom Angelo Salvador, que está à frente do processo de Beatificação.

As crianças, como a natureza, também são lembradas este ano. A novidade é uma atenção aos pequenos, que terão a Romaria das Crianças. O objetivo é fortalecer o vínculo da catequese coma romaria e o cuidado da criação. Esta caminhada vai acontecer no dia 10 de junho, do centro da cidade até o Eremitério Frei Salvador.

A Programação da 29º Romaria Vocacional se inicia às 9h30 do dia 15 de junho, com a celebração Eucarística em frente à Igreja Matriz, a procissão de Corpus Christi e benção do Santíssimo Sacramento. Às 12h um almoço partilhado reúne os participantes no Salão Paroquial, com os romeiros levando alimentos para a partilha no almoço. E logo após às 13h30min, uma caminhada até o Eremitério Frei Salvador, onde às 15h haverá uma Celebração Eucarística com a benção da saúde e distribuição de pãezinhos, mudas de árvores nativas e  de hortaliças. Concomitante ao evento, os freis capuchinhos distribuem benção individuais dentro da capela do Eremitério.

A paróquia Nossa Senhora de Lourdes de Flores da Cunha e o pároco Frei Valdivino Salvador sãos responsáveis pela organização do evento, contando ainda com o apoio do poder público municipal para receber turistas que todo o ano participam da romaria.  O romeiro ou turista pode ainda conhecer a arte dos tapetes, confeccionados pela comunidade e organizações da cidade. O pároco lembra ainda que o tema deste ano para a romaria será feito em cima do tema da Campanha da Fraternidade. Ele ainda sugere que seja incluído algum momento de reflexão sobre a produção ecológica, já que Frei Salvador tinha uma relação muito forte com a ecologia.

704ed1d67023a435505137e85f78ae82

Beatificação de Frei Salvador

O Processo de Beatificação do servo de Deus, Frei Salvador Pinzetta, começou ainda em 1977, cinco anos após sua morte, ocorrida em 31 de maio de 1972, com a visita do ministro-geral da Ordem dos Capuchinhos, frei Pascoal Rywalski, aos frades do Rio Grande do Sul. Ele deu ordem aos superiores da Província para introduzirem a Causa de Beatificação de Frei Salvador, que até 1997, andou rápida, com inúmeras entrevistas, com os freis Adelino Pilonetto, Achylles Chiappin, Carlos Coloda e seu grupo, visando escrever as três biografias sobre Frei Salvador por esses três autores. Neste tempo, aconteceu a exumação dos restos mortais e sua trasladação para a matriz de Flores da Cunha quando foi instituída a Romaria Frei Salvador.

Depois, a devoção popular a Frei Salvador continuou. As romarias tiveram sequência, sem interrupção, mas o processo jurídico de beatificação ficou sem um coordenador oficial, sem um postulador. Em fins de 2007, o ministro-provincial, frei Álvaro Morés, indicou dom frei Ângelo Domingos Salvador, que estava retornando à província, como postulador local, a fim de retomar o processo jurídico, com o aproveitamento de tudo o que havia sido feito até então.

Os autos originais, em duas cópias autênticas, do inquérito diocesano sobre a vida, as virtudes e a fama de santidade do Servo de Deus, Frei Salvador Pinzetta, já estão em Roma, na congregação das Causas dos Santos. Tais documentos foram levados para Roma pelo portador, Dom Frei Ângelo Domingos Salvador. Dom Frei Ângelo viajou dia 26 de outubro de 2012, levando toda a documentação para o vaticano, onde se encontra em análise.

Quem foi Frei Salvador?

Hermínio Pinzetta, nasceu em 29 de julho de 1911, natural de Evangelista, município de Casca (RS), era filho de pais agricultores e teve 12 irmãos. Desde criança, foi um cristão exemplar: rezava, participava das missas todos os domingos e trabalhava na roça. Aos 32 anos, o pároco da sua comunidade, por avaliar que o rapaz tinha vocação religiosa sugeriu que entrasse para o Seminário dos Freis Capuchinhos, em Marau. Teve passagens breves por Flores da Cunha e Garibaldi, retornando já como Leigo Professo da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos para o Convento de Flores da Cunha, em 1948, onde permaneceu até o fim da vida, em 31 de maio de 1972.

Levava uma vida humilde e tinha como principais características a fé, a caridade, a oração e o trabalho.  Especialmente pelo trabalho, tornou-se conhecido pelos moradores da terra do galo. Era comum que distribuísse sementes e mudas para os vizinhos e conhecidos da cidade. No interior, era aguardado com expectativa na época da colheita da uva, pois costumava passar na colônia com uma carreta para apanhar uvas para a produção do vinho, que ele próprio ajudava a produzir, para ser consumido nas missas. Outra coisa que deixava Frei Salvador muito feliz, era a possibilidade de levar a Eucaristia aos doentes em suas casas e no hospital local. Ele foi o 1º Ministro Extraordinário da Eucaristia da Paróquia de Flores da Cunha, mandato concedido pelo bispo diocesano, Dom Benedito Zorzi, em 1970.

Basta circular pelas ruas e interior de Flores da Cunha e região, para ouvir histórias sobre Frei Salvador, seja de quem tenha convivido com ele ou de pessoas que cresceram ouvindo falar de suas virtudes ou de outras que relatam terem recorrido a ele num momento difícil de suas vidas em busca de um milagre, especialmente os ligados às doenças graves.

Processo de Beatificação

No momento está na etapa do Inquérito Diocesano sobre as virtudes de Frei Salvador. Já a fase romana começou com a elaboração de um relatório sintético da Causa, chamado Positio. Esse relatório passou do relator, no fim do ano passado, para as mãos de todos os membros da Congregação das Causas dos Santos. Quando estes tiverem estudado o relatório, o presidente da Congregação convocará uma Assembleia Plenária. Se a Positio for aprovada, o Servo de Deus, Frei Salvador, será declarado Venerável. A partir de então, o processo retornará à Diocese de Caxias para que realize novo Inquérito, a fim de comprovar um milagre, necessário para a sua beatificação.

Curiosidades

Etapas para torna-se santo: – Servo de Deus – Venerável – Beato – Santo

O que é um milagre?

Consiste em uma graça alcançada cujo resultado a ciência é incapaz de produzir, necessita da intervenção divina.

clear