6 de dezembro de 2018

Basílica sedia a confraternização de Natal do Vicariato Norte

Padre Aldo abriu a cerimônia fazendo referências ao Advento, que teve início no dia 2 de dezembro

Emilton Rocha – Fotos: Angela Zolhof (Pascom)

confraternização4 (Copy)

A partir da esquerda: Padre Aldo dos Santos, Antonio Cesar Teixeira Rodrigues, Frei Arles Dias de Jesus, Maria da Conceição Vieira e Adilson Sousa Vieira

Início do Advento, Natal se aproximando. Na noite de sexta-feira, 30 de novembro, a Pastoral Familiar do Vicariato Norte, conduzida pelos casais Adilson Sousa Vieira e Maria da Conceição Teodoro Vieira (Basílica de São Sebastião), Antonio Cesar Teixeira Rodrigues e Solange Moreira Rodrigues (coordenadores do Vicariato Norte) e do casal diocesano André e Erike, entre outros, promoveu a sua confraternização natalina no Espaço Capuchinhos, salão de eventos Frei Nemésio, do Santuário Basílica de São Sebastião dos Frades Capuchinhos.

Participaram o Padre Aldo dos Santos, vigário episcopal do Vicariato Norte, Frei Arles Dias de Jesus, reitor da Basílica de São Sebastião, coordenadores paroquiais e forâneos, além de agentes da pastoral.

Padre Aldo abriu a cerimônia fazendo referências ao Advento, que teve início no domingo, 2 e termina no dia 24 de dezembro e se refere às quatro semanas que antecedem o Natal, um período litúrgico que celebra a vinda de Jesus Cristo, considerando sempre em primeiro lugar seu nascimento em Belém da Judéia, de acordo com as profecias bíblicas, evocando seu retorno no Dia do Juízo Final. É o tempo litúrgico que antecede o Natal, ou seja, as quatro semanas nas quais somos convidados a esperar a vinda de Jesus, por isso é um tempo de preparação e de alegre espera do Senhor.

Vicariatos

Os Vicariatos episcopais são um instrumento evangelizador mais descentralizado. Colaboram para o atendimento às exigências da ação evangelizadora em cada grande área geográfica ou ambiental, organizando melhor o trabalho e as relações pastorais. Já os Vicariatos territoriais, por sua vez, são divididos em áreas pastorais menores, designadas pelo Código de Direito Canônico como foranias, que agrupam algumas paróquias. O vigário episcopal (presbítero colaborador do bispo), nomeado pelo Arcebispo, que formará a Coordenação do Vicariato, com os representantes das foranias. Cada Vicariato enviará representantes para comporem a Coordenação Arquidiocesana de Pastoral. Os vigários episcopais cultivam uma estreita relação pastoral com o arcebispo, na medida em que colaboram com o governo pastoral da Arquidiocese. Eles multiplicam e difundem o próprio ministério do arcebispo. Foi uma bela noite de irmandade.

GALERIA

Para ampliar, clique 2 vezes na miniatura

clear