Com o tema “Eu me abro ao teu querer”, o Santuário Basílica de São Sebastião Frades Capuchinhos realizou o Segundo Encontro de Jovens com Cristo (EJC), nos dias 4 e 5 de maio (sábado e domingo). “Foi uma alegria muito grande estar com esses jovens que, seguindo o tema do encontro, viveram profundamente o ‘eu me abro ao teu querer’. Nós, capuchinhos, esperamos que mais jovens sejam alcançados através da evangelização e se encontrem com o Senhor Jesus Ressuscitado” – disse Frei Geilton Nunes, dirigente espiritual do EJC no Santuário.

Nesta segunda edição do encontro, 100 jovens se inscreveram para participar e 130 para trabalhar, dando suporte com a finalidade de sua plena realização.

">
9 de maio de 2019

Basílica de São Sebastião realiza o segundo Encontro de Jovens com Cristo

O EJC é atualmente um dos principais movimentos jovens nas igrejas cristãs no Brasil

EJC 2019

Jovens sentados no pátio da Basílica formam as iniciais ‘EJC” e o número 2, referente à segunda edição do encontro. (Foto: Angela Zolhof)

Por Emilton Rocha / Pascom

Com o tema “Eu me abro ao teu querer”, o Santuário Basílica de São Sebastião Frades Capuchinhos realizou o Segundo Encontro de Jovens com Cristo (EJC), nos dias 4 e 5 de maio (sábado e domingo). “Foi uma alegria muito grande estar com esses jovens que, seguindo o tema do encontro, viveram profundamente o ‘eu me abro ao teu querer’. Nós, capuchinhos, esperamos que mais jovens sejam alcançados através da evangelização e se encontrem com o Senhor Jesus Ressuscitado” – disse Frei Geilton Nunes, dirigente espiritual do EJC no Santuário.

Nesta segunda edição do encontro, 100 jovens se inscreveram para participar e 130 para trabalhar, dando suporte com a finalidade de sua plena realização. Os organizadores contaram com os préstimos de Frei Jorge Oliveira (OFMCap), da paróquia Santa Cruz, em Duque de Caxias, e do Padre Jorjão, da Paróquia Nossa Senhora da Paz, em Ipanema.

“É um chamado maravilhoso que Jesus tem para cada um dos jovens. É algo incrível participar de cada momento, de cada segundo e de cada detalhe planejado feitos com muito carinho para todos os jovens.”, disse Mayane Gonçalves, designer gráfica e uma das dirigentes.

Para João Pedro, 19 anos, de Mato Grosso, “é um encontro fenomenal. Você entra em contato com coisas com as quais não está acostumado, passando por emoções turbulentas, intensas. É um período muito bom de dois dias que eu recomendo pra todo mundo, por ser uma experiência muito boa e aposto que você que ainda não veio vai adorar.”

ECC 1

Dirigentes do movimento juvenil da Basílica, com o dirigente espiritual Frei Geilton Nunes (ao centro). (Foto: Divulgação)

O Encontro de Jovens com Cristo (EJC), programa pioneiro Católico, é um serviço cristão desenvolvido pela Igreja Católica no Brasil, espelhado no Encontro de Casais com Cristo (ECC).  Surgiu em 1970 em São Paulo sob influência do padre Alfonso Pastore, para atender as demandas da Pastoral Familiar Paroquial. Em 1979 ele publicou a primeira edição do livro “Encontro de Casais com Cristo” e, a partir daí, tendo difundido o ECC por todo o país, criou as vertentes de Jovens – o EJC –, que atualmente se encontra presente nos programas oficiais das mais diversas denominações cristãs.

O EJC tem por objetivo a evangelização de jovens com idades entre 17 e 35 anos, assim como a existência de um círculo de convivência no âmbito Paroquial/Pastoral. É atualmente um dos principais movimentos jovens nas igrejas cristãs no Brasil. 

“É um chamado maravilhoso que Jesus tem para cada um dos jovens. É algo incrível participar de cada momento, de cada segundo e de cada detalhe planejado feitos com muito carinho para todos os jovens.” (Mayane Gonçalves, designer gráfica)

Ano passado, no mês de julho, os frades capuchinhos faziam o primeiro chamado para que jovens se inscrevessem no EJC que tinha como tema “O teu amor me conquistou, Senhor”. Segundo Frei Geilton, o EJC tem como motivo único levar Cristo aos jovens, dando a eles oportunidade de verem e sentirem o mundo sob o prisma do amor de Deus. “É um projeto que tem como intuito motivar a juventude da Basílica” – disse então.

No encerramento da edição 2019 do encontro, ao final da missa das 19h30 de domingo, foram muitos os agradecimentos: ao reitor Frei Arles Dias de Jesus, celebrante da missa de encerramento, a integrantes das pastorais pela disponibilidade, aos jovens que trabalharam como encontreiros (jovens que trabalharam no encontro), aos freis Otaviano Salvador, Rafael Kruger e Diego Tavares e aos frades que atenderam aos que queriam confessar, Frei Arles, Frei Regivaldo Nascimento e Frei João Carlos.

Maura Queiroz, professora que participou este ano resumiu: “O EJC é uma experiência incrível. Fazer o 01 (primeiro EJC) foi maravilhoso, trabalhar no ’02′ (segundo EJC) foi mais maravilhoso ainda. Estou com o coração cheio de paz, cheio de amor, graças a Deus e as pessoas que estiveram com a gente e graças a Deus que colocou todas essas pessoas nessa obra maravilhosa. Vamos ao EJC ’03′!”

A publicitária Isadora Azevedo, 32 anos, disse que era uma católica ‘de IBGE’, pelo que ouviu durante o EJC, “mas acredito que eu tenha me transformado, pois foi muito legal, chorei bastante gostei muito de ter participado. Acho que mudou a minha vida.”

Foram unânimes as opiniões em afirmar que o encontro teve grande repercussão e sucesso. Graças à determinante participação de todos os envolvidos.

clear