30 de março de 2018

Basílica celebrou, na Quinta-Feira Santa, a Missa da Ceia do Senhor com cerimônia do Lava Pés

Após a celebração, houve o translado do Santíssimo Sacramento até o Salão Frei Nemésio onde foi realizada uma adoração silenciosa

site

Frei Arles lava e beija os pés de doze integrantes da Crisma, à imitação do que fez Jesus a seus discípulos na Última Ceia

Por Emilton Rocha / Fotos: Jainere Rojas

Ontem, Quinta-feira Santa, após a celebração da noite, os católicos em todo o mundo iniciaram um período de recolhimento. Eles fazem memória de quando Jesus Cristo foi entregue aos guardas, após cear com seus discípulos.

Assim como em todas as igrejas, o Santuário Basílica de São Sebastião Frades Capuchinhos celebrou a tradicional Missa da Ceia do Senhor, com a cerimônia do Lava Pés. As doze pessoas que representaram os discípulos são do grupo da Crisma da Basílica.

A missa foi presidida pelo reitor Frei Arles Dias de Jesus e concelebrada pelos freis Regis e Luiz Carlos. Como manda a tradição católica, Frei Arles fez memória da última ceia realizada por Jesus com os seus discípulos. Naquela ocasião, Cristo instituiu a Eucaristia, sua presença real no pão, que se transforma em seu corpo, e no vinho que se transforma em seu sangue. As espécies eucarísticas são comungadas até hoje pelos católicos em toda missa como sinal de aliança com Jesus até a sua volta.

Está escrito na bíblia que, naquela noite, após a ceia, Jesus lavou os pés dos 12 discípulos, dando a eles o exemplo de humildade uns com os outros.

Após a celebração de ontem, 29, os católicos em todo o mundo iniciaram um período de recolhimento. Eles recordaram quando Jesus Cristo foi entregue aos guardas, após cear com seus discípulos. Começaram os momentos de sofrimento de Jesus até a sua crucificação e morte, rememorada pelos cristãos nesta Sexta-Feira Santa.

Ao final da missa, houve o translado do Santíssimo Sacramento até o Salão Frei Nemésio onde foi realizada uma adoração silenciosa. O período de recolhimento e silêncio só é quebrado a partir das 18h da noite do Sábado Santo, 31, quando a igreja canta solenemente o Glória na Vigília de Páscoa, celebrando a ressurreição de Cristo.

Veja a programação na Basílica para este Sábado Santo:

Pela manhã a Igreja se coloca em Vigília de Esperança junto à Mãe Dolorosa.

19h – Bênção do Fogo Novo no pátio da Basílica. Solene Vigília Pascal

GALERIA DE FOTOS

Para ampliar, clique duas vezes em cada.

clear