O mês de junho é mês de festa junina. Elas estarão fervilhando em toda a cidade, se estendendo até mesmo pelo mês de julho. O Santuário Basílica de São Sebastião – Frades Capuchinhos estará realizando, nos dias 9 e 10  de junho, sábado e domingo, a sua tradicional festa caipira. Serão dois dias de muita alegria, comida gostosa, música dançante, quadrilhas de crianças e de adultos que animarão as duas noites no pátio da igreja, na Tijuca.

Tudo o que não pode faltar numa festa caipira, você terá à sua disposição: cantina com bolos e refrigerantes, barracas de cachorro quente, caldos e milho verde, pizzas, salsichão, canjica, tapioca, doces da Creche Chapeuzinho Marrom, além de ritmos nordestinos, entre outras atrações.

No sábado e no domingo a festa começa a partir das 16h. Venha e traga a família. É diversão garantida, com certeza!">
18 de maio de 2018

Arraial dos Frades Capuchinhos será em 9 e 10 de junho, dois dias de pura alegria

Quadrilhas, brincadeiras, música animada e comidas típicas deliciosa estarão entre as atrações

8b56e0f1-4ef0-4f07-82dc-709b40bb14c4Por Emilton Rocha / Pascom

O mês de junho é mês de festa junina. Elas estarão fervilhando em toda a cidade, se estendendo até mesmo pelo mês de julho. O Santuário Basílica de São Sebastião – Frades Capuchinhos estará realizando, nos dias 9 e 10  de junho, sábado e domingo, a sua tradicional festa caipira. Serão dois dias de muita alegria, comida gostosa, música dançante, quadrilhas de crianças e de adultos que animarão as duas noites no pátio da igreja, na Tijuca.

Tudo o que não pode faltar numa festa caipira, você terá à sua disposição: cantina com bolos e refrigerantes, barracas de cachorro quente, caldos e milho verde, pizzas, salsichão, canjica, tapioca, doces da Creche Chapeuzinho Marrom, além de ritmos nordestinos, entre outras atrações.

No sábado e no domingo a festa começa a partir das 16h. Venha e traga a família. É diversão garantida, com certeza!

Colaboração dos paroquianos

Assim como nos anos anteriores, solicitamos a colaboração dos paroquianos para que retirem os papeizinhos que estão sendo distribuídos ao final das missas, contendo uma doação a ser entregue na secretaria, durante o horário de expediente, ou ao final das missas até às vésperas da festa.

Inscreva-se para participar da nossa Quadrilha

Os interessados em participar da nossa Quadrilha de São João estão convidados a comparecer nesta segunda-feira, 21 de maio, às 19h30, para fazer a sua inscrição e participar do primeiro ensaio, à rua Haddock Lobo, 266, Tijuca.

A origem das festas juninas

Na época da colonização do Brasil, após o ano de 1500, os portugueses introduziram em nosso país muitas características da cultura europeia, como as festas juninas. Mas o surgimento dessas festas, segundo a história, foi no período pré-gregoriano, como uma festa pagã em comemoração à grande fertilidade da terra, às boas colheitas, na época em que denominaram de solstício de verão. Essas comemorações também aconteciam no dia 24 de junho, para nós, dia de São João.

Essas festas eram conhecidas como Joaninas e receberam esse nome para homenagear João Batista, primo de Jesus, que, segundo as escrituras bíblicas, gostava de batizar as pessoas, purificando-as para a vinda de Jesus. Assim, passou a ser uma comemoração da Igreja Católica, onde homenageiam três santos: no dia 13 a festa é para Santo Antônio; no dia 24, para São João; e no dia 29, para São Pedro.

Os negros e os índios que viviam no Brasil não tiveram dificuldade em se adaptar às festas juninas, pois são muito parecidas com as de suas culturas.

Aos poucos, as festas juninas foram sendo difundidas em todo o território do Brasil, mas foi no nordeste que se enraizou, tornando-se forte na nossa cultura. Nessa região, as comemorações são bem acirradas – duram um mês, e são realizados vários concursos para eleger os melhores grupos que dançam a quadrilha. Além disso, proporcionam uma grande movimentação de turistas em seus Estados, aumentando as rendas da região.

Com o passar dos anos, as festas juninas ganharam outros símbolos característicos. Como é realizada num mês mais frio, enormes fogueiras passaram a ser acesas para que as pessoas se aquecessem em seu redor. Várias brincadeiras entraram para a festa, como o pau de sebo, o correio elegante, os fogos de artifício, o casamento na roça, entre outros, com o intuito de animar ainda mais a festividade.

As comidas típicas dessa festa tornaram-se presentes em razão das boas colheitas na safra de milho. Com esse cereal são desenvolvidas várias receitas, como bolos, caldos, pamonhas, bolinhos fritos, curau, pipoca, milho cozido, canjica, dentre outros.

ARRAIAL DOS CAPUCHINHOS 2018

Dias: 9 e 10 de junho

Horário: a partir das 16h

Local: Pátio do Santuário Basílica de São Sebastião – Frades Capuchinhos

Endereço: Rua Haddock Lobo, 266 – Tijuca – Informações: 2204-7900

clear