O Cardeal Orani João Tempesta, arcebispo metropolitano, confirmou que as 273 paróquias, os santuários e as capelas da Arquidiocese Rio de Janeiro voltarão a celebrar missas com a presença de fiéis a partir do dia 4 de julho. O Santuário Basílica de São Sebastião – mais conhecido como Igreja dos Capuchinhos – reabriu as portas do templo sábado, 4 de julho.

">
27 de junho de 2020

Após confirmação da Arquidiocese, Basílica reabre para missas presenciais

Adotando todos os protocolos sanitários, igreja está apta a receber fiéis para celebrações presenciais
Design sem nome

Através da plataforma Sympla, estão abertas as inscrições para missas presenciais a partir de 4 de julho

Por Emilton Rocha

O Cardeal Orani João Tempesta, arcebispo metropolitano, confirmou que as 273 paróquias, os santuários e as capelas da Arquidiocese Rio de Janeiro voltarão a celebrar missas com a presença de fiéis a partir do dia 4 de julho. O anúncio foi feito no dia 18 de junho, após decisão deliberada na última reunião do Governo Arquidiocesano, realizada no dia 16 de junho. O assunto também foi discutido um dia depois na reunião com todos os bispos das dioceses do Estado do Rio de Janeiro, que integram o Regional Leste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Segundo o Cardeal, o grupo de conselheiros da área médica ajudou a arquidiocese a ver a realidade dos hospitais, na qual muitas Unidades de Terapia Intensiva destinadas aos doentes com Covid-19 foram desativadas por falta de doentes. “Existem leitos vagos nos hospitais, o que demonstra que a cidade tem capacidade para atender as pessoas. É claro que a pandemia continua, o vírus está presente em tudo que é lugar, mas é possível disponibilizar um tratamento com mais tranquilidade”, afirmou.

O arcebispo lembrou ainda que o clero já recebeu todas as orientações para o retorno das celebrações, por meio de um documento emitido pela Cúria Metropolitana, datado de 7 de junho, que destaca os cuidados que devem ser tomados antes, durante e depois das celebrações. Também, que não há nenhum impedimento jurídico, pois o Tribunal de Justiça do Estado validou as orientações dos decretos do Estado e do município do Rio.

E disse: “A grande preocupação da Igreja é com a vida, sempre foi, desde a concepção até a morte natural. Queremos voltar às missas presenciais, mas com muita responsabilidade, providenciando um ambiente seguro e saudável. Há necessidade da higienização, do respeito ao número reduzido de fiéis, do distanciamento entre as pessoas, do uso de máscaras, de álcool em gel e de todas as demais precauções para que cada pessoa não corra riscos”.

A abertura das igrejas, segundo Dom Orani, foi motivada pelo respeito à fé do povo que sente a necessidade de viver e trabalhar em comunidade, de caminhar junto com os párocos, de celebrar a Eucaristia e os demais sacramentos.

Os novos horários das celebrações na Basílica de São Sebastião

O Santuário Basílica de São Sebastião – mais conhecido como Igreja dos Capuchinhos – reabrirá as portas do templo neste sábado, 4 de julho, priorizando a adoção de todos os protocolos sanitários e com novos horários das celebrações a partir dessa data.

Segunda a sexta-feira: 18h

Sábados: 11h

Domingos: 7h, 8h30, 11h30, 17h e 18h30

Às segundas-feiras a igreja só será aberta para a celebração da missa das 18h. De terça a sexta, das 8h às 12h e das 17h às 19h (para orações e visitações). Sábados e domingos, só funcionará durante os horários das missas. Já a Secretaria estará funcionando de segunda sexta das 8h às 17h, com intervalo de 12h às 13h, e aos sábados, das 8h às 11h.

Sábado, 27 de junho, os frades capuchinhos liberaram, através da plataforma Sympla, as inscrições para os fiéis que desejarem participar das missas presenciais no próximo final de semana – 4 e 5 de julho. Para os maiores de 60 anos, a orientação é que participem das celebrações pelas nossas redes sociais, por enquanto. No link abaixo, inscreva-se, observando as datas das celebrações: acesse aqui.

clear